Notícias

Depressão pós – parto

Um assunto sério e delicado

 

Não existe uma única causa conhecida para depressão pós-parto. Ela pode estar associada a fatores físicos, emocionais, estilo e qualidade de vida, além de ter ligação, também, com histórico de outros problemas e transtornos mentais.

A psicóloga da maternidade da Santa Casa, Bruna Áfrico Pardini esclarece que após o nascimento de um filho, toda a família passa por mudanças, sendo que a mãe também precisa se adaptar ao papel de mãe e à todas as mudanças na rotina em sua vida. Por isso algumas alterações de humor são comuns nos dez primeiros dias após o parto, tais como choro, irritabilidade e mudanças do sono, melhorando após esse período. Se esses sintomas continuarem ou se intensificarem, pode ser um alerta para a depressão pós-parto que pode acontecer de 6 semanas até 1 ano após o parto, tendo como principais características: tristeza intensa na maior parte do dia em quase todos os dias, diminuição do interesse e prazer nas atividades diárias, mudança significativa no apetite, insônia ou sonolência excessiva, falta de energia, baixa autoestima e, em alguns casos, dificuldade de demonstrar afeto pelo bebê.

Diante dessa situação, é importante contar com o apoio de pessoas queridas e procurar profissionais de saúde como psicólogos e psiquiatras que ajude a genitora a se recuperar e voltar a viver os momentos da sua vida com seu filho de maneira saudável.
Assista ao vídeo do Ministério da Saúde sobre esse tema e compartilhe com os amigos e familiares.